*


pobreza

RELIGIÃO, IGNORÂNCIA E POBREZA...

(...são coisas bem próximas)

*


Alguns anos atrás, e os números se ajustam para hoje, um jornal de São Paulo publicou interessante
pesquisa sobre as religiões, o nível de escolaridade e a renda de cada religioso.

Nessa pesquisa foram considerados, nesta ordem, os seguintes grupos religiosos:
GRUPO 1) Espíritas
GRUPO 2) Umbanda e Candomblé
GRUPO 3) Evangélicos de Missão (batistas, luteranos, adventistas, metodistas, presbiterianos etc.)
GRUPO 4) Católicos
GRUPO 5) Evangélicos Pentecostais (Igreja Universal do Reino de Deus, Assembleia de Deus, Igreja
Congregacional Cristã etc.)

A ordem dos grupos religiosos que você vê acima, de 1 a 5, qualifica, rigorosamente, os grupos que
tem a menor taxa de analfabetos, maior número de anos de estudos e maior renda média mensal de cada
religioso.

*

COMPARE OS DADOS.

Para que isso se torme mais claro tomemos os dois extremos representados pelos Espíritas e pelos
Evangélicos Pentecostais, no caso acima representados pelos primeiro e quinto grupos religiosos.

*

OS ESPÍRITAS TEM, EM MÉDIA:

- renda mensal de ganhos de R$ 3.500,00
- taxa de analfabetismo de 1,5%
- anos de estudos de 10,5 anos.

*

OS EVANGÉLICOS PENTECOSTAIS TEM, EM MÉDIA:

- renda mensal de ganhos de R$ 1.260,00
- taxa de analfabetismo de 15,2%
- anos de estudos de 5,2 anos.

*

TERRÍVEL CLASSIFICAÇÃO.

Interessante observar que os Evangélicos Pentecostais, representados por Igrejas que movimentam
enorme massa humana, estão na pior classificação possível, representados pela mais alta taxa
de analfabetos, menor número de anos de estudos e menor renda mensal.
Perdem, inclusive, para Umbandistas e adeptos do Candomblé, cujas práticas são veementemente
condenadas pelos Evangélicos como práticas de pessoas da maior ignorância.
No entanto os números provam o contrário, pois estes ocupam o segundo lugar, num "ranking"
de cinco líderes!!!

*

DAS PROMESSAS DE SEMPRE.

Vale ressaltar que em todas as pregações Evangélicas, os crentes evangélicos (e agora estamos
falando de todas as Igrejas Evangélicas) são levados a acreditar que Deus os protege, dando-lhes
o melhor emprego, o melhor salário, quando não tornando-os donos de empresas em curto espaço de tempo.
Os números, novamente, provam o contrário se vemos que na verdade os Evangélicos Pentecostais
são os grandes "esquecidos" de Deus, pois além de ignorantes e iletrados, são também os mais
pobres, superando até os católicos.

Acreditamos que quando os Pastores Evangélicos estão falando de melhor qualidade de vida,
abundânci material e riquezas, ou quando dizem que Deus tem um plano de vida sem misérias,
que o Mesmo tem um paraíso aqui na Terra a cada um dos crentes ou que esse mesmo Deus resolverá
todos os problemas pessoais humanos, com certeza estão se referindo a si mesmos e aos polpudos
salários que recebem por conta de explorarem a própria ignorância humana, que administram tão bem.

*

O SUCESSO DOS PASTORES.

É fértil o campo onde as Igrejas Pentecostais e Católicas vendem um Deus milagreiro, ou um Jesus
disposto a todos os negócios escusos.
São 52 milhões de Evangélicos (25% da população), mais 120 milhões de católicos (57% da população),
ou seja, 82% da população brasileira, em média,com alta taxa de analfabetos, sem estudos e
ganhando muito mal, buscando a loteria litúrgica, fruto da própria ignorância.

*

IGREJA E GOVERNOS ESCRAVAGISTAS.

Esses números são ideais para governos corruptos, entreguistas, mau caráter, comprometidos com o
capital estrangeiro
Enquanto os governos mantém o povo na miséria, tirando seus direitos adquiridos, cerceando toda
cultura, a Igreja promete, na verdade vende, um local onde o Cristão será feliz, chamado Paraíso, seja
ele aqui e agora pelo sucesso que podemos obter através da oração mesmo sem estudar ou trabalhar
com afinco, seja após a morte, o que na verdade pouco interessa.

Para comprovar a tese escravagista, cristãos são chamados de "rebanho",
numa clara alusão que se assemelham ao gado que segue para o curral,
despido de sua liberdade.

anjo

voltar à página dos ANJOS

*


*

ATENÇÃO:
Todo conteúdo deste site tem direitos autorais reservados e está registado na Biblioteca Nacional.
Se você tiver intenção de exibir qualquer informação contida nestas páginas, solicite autorização.
Os infratores serão acionados na forma da lei.

*

*